Agendamento Online

CONSULTAS E EXAMES:
(11) 4445-9080
 (11) 2450-0070

Atendimento

Abril Azul

3 de abril de 2019

Abril Azul

Abril azul: mês da conscientização sobre o autismo

 

Descrito pela primeira vez em 1943, nos Estados Unidos, pelo médico austríaco Leo Kanner, o autismo é um Transtorno Global do Desenvolvimento (também chamado de Transtorno do Espectro Autista) caracterizado por alterações significativas na comunicação, na interação social e no comportamento da criança. Essas alterações levam a importantes dificuldades adaptativas e aparecem antes dos três anos de idade, podendo ser percebidas, em alguns casos, já nos primeiros meses de vida.

As causas ainda não estão claramente identificadas, porém já se sabe que o autismo é mais comum em crianças do sexo masculino e independente da etnia, origem geográfica ou situação socioeconômica. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente, há cerca de 70 milhões de pessoas com autismo em todo o mundo, sendo 2 milhões somente no Brasil.

 

Suspeito que meu filho possa ter austimo, quem devo procurar?

 

Não existe um padrão de atendimento, porém, diagnósticos e encaminhamentos são realizados a partir da rede de serviços disponível em cada município. Desde os primeiros dias de vida, a criança deve ter acompanhamento médico, que pode ser realizado na rede pública (Unidades Básicas de Saúde), em serviços de convênios ou na rede particular. Ao perceber os primeiros sinais de risco para o desenvolvimento infantil, o médico deve encaminhar, o quanto antes, a criança para a avaliação de uma equipe de profissionais especializados no serviço de referência de seu município, que pode ser um Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), organizações especializadas (ONGs) ou outros serviços públicos disponíveis.

 

Dia Mundial da Conscientização do Autismo

 

O tratamento costuma ajudar, no entanto, é importante esclarecer que não existe cura para o autismo. É possível admitir a existência de múltiplas causas para o transtorno, entre eles, fatores genéticos e biológicos. O autismo é uma condição que compromete habilidades de comunicação e interação social da criança. Cada paciente exige acompanhamento individual, levando em consideração suas necessidades e deficiências. Os tratamentos são realizados por equipes multidisciplinares e vão desde terapia ocupacional e psicoterapia, até a medicação com antipsicóticos em casos mais graves.

Ter em casa uma pessoa com formas graves de autismo pode representar um fator de desequilíbrio para toda a família. Por isso, todos os envolvidos precisam de atendimento e orientação especializados. Criado pela Organização das Nações Unidas em 2007, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo é celebrado todo dia 2 de abril. A data visa alertar a sociedade e os governantes sobre esse transtorno de desenvolvimento.

 

Fontes consultadas:

Retratos do Autismo no Brasil

www.autismo.org.br/site/images/Downloads/RetratoDoAutismo-20131001.pdf

 

Cartilha Direito das Pessoas com Autismo, elaborada em parceria com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo e Movimento Pró-Autista

www.autismo.org.br/site/images/Downloads/direitospessoasautismo_leitura.pdf